sábado, 6 de agosto de 2011



” Por favor. São as primeiras palavras que eu escrevo nesse texto desesperado — 
ou talvez doloroso. Estou engolindo o ácido orgulho que carrego, e implorando ajuda. Por favor, note-me. Note meus olhos cansados, minha voz singela e minha risada forjada. Seja mais do que algum colega que pergunta se eu estou bem todos os dias. Estou a ponto de desistir, por mim. Não diga-me que desistir é coisas dos fracos, porque cuidosamente minha força esta ecoando pela janela. Note o quão risonha eu permaneço, mas não esqueça-se que tudo é mentira. Por favor. Eu estou parando, eu estou aguardando cansada o dia em que minhas pernas perderem-se e eu parar de caminhar — e desistir. Olhe para mim. Olhe para o que restara de alguém destruído. Sinta a saudade gritando nos meus olhos, e como minhas palavras estão vazias. Eu pareço bem não é? Eu sei. Mas não está nada bem. Sinto-me sozinha em uma multidão de amigos, sinto-me insuficiente para todos. Imploro-te ajuda, imploro-te um pouco de compreensão. Imploro-te por ajuda. Estou sendo destruída — ou sufocada. Por favor, ajude-me. Eu apenas não aguento mais… E estou desistindo. Não importa quem for você, ou se tu achar-me fraca demais a ponto de escrever isso. Não há mais saídas ou caminhos. Despeço-me de qualquer um, escrevendo algo. Implorando desculpas por não ser o suficiente. Uma boa pessoa, amiga ou namorada. Ou talvez ser além do peso ou abaixo dele. Por talvez não ser bonita ou sorridente o suficiente. Desculpe-me. O erro é meu. E a desistência também… Por favor, ajude-me “ Desabafo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Regrinhas Dos Coments :
1.Nao Pode Chingar !
2. Deeicha Seu Bloog eu faço uma visita e sigo =)
3. Deiche Sua Sugestao Aii ^^